Nós sabemos que as brincadeiras são fundamentais para o desenvolvimento de nossos filhos, afinal, em cada brincadeira eles podem aprender diversas coisas.

Como mãe de primeira viagem preocupada com o desenvolvimento de minha filha, eu e meu esposo sempre buscamos formas diferentes de interagir com nossa pequena e descobrimos que as brincadeiras podem ser uma boa pedida.

No vídeo abaixo vocês poderão acompanhar as melhores atividades para os bebês recém nascidos.

Seu bebê já não é mais um recém nascido? Então confira abaixo algumas sugestões de brincadeiras para bebês de 1 a 12 meses:

Com 1 mês:

– Colocar objetos macios e coloridos a cerca de 20 cm da criança.

– Quanto o bebê estiver no colo ou deitado, movimentar objetos ou a mão lateralmente

– Colocar o bebê de bruços e apoiar as mãos nos pés dele, dando pequenos impulsos, para que ele vá se arrastando.

– Ajudar o bebê a colocar os pés e as mãos na boca como forma de conhecer as partes do próprio corpo.

– Juntar as mãos do bebê como se ele fosse bater palmas.

– Quando o bebê estiver deitado de barriga para cima, puxá-lo com cuidado, para que ele se levante um pouquinho, e deitá-lo novamente.

– Balançar chocalhos para que o bebê associe o som ao movimento.

– Às vezes carregar o bebê no colo virado para a frente, como se fosse uma cadeirinha, para ajudá-lo a firmar a cabecinha.

 

Com 2 meses:

– Colocar o bebê de bruços, com brinquedos coloridos em ambos os lados, para estimular a noção de lateralidade.

– Movimentar objetos coloridos na frente do bebê, brincando e conversando com ele; isso estimula a movimentação ocular.

– Cantar e conversar muito com o bebê.

– Pendurar no berço objetos coloridos que façam barulho, em várias alturas e posições, para que o bebê possa até alcançá-los.

 

Com 3 meses:

– Manter mais vezes o bebê de barriga para baixo para ele brincar, ficando sempre junto dele.

– Colocar brinquedos ao alcance da mão do bebê para que ele tente pegá-los.

– Utilizar móbiles para que o bebê brinque e tente tocá-los com as mãos ou os pés enquanto está deitado.

– Tocar e movimentar o corpo do bebê durante as brincadeiras para que ele perceba o espaço que ocupa e os movimentos que pode realizar.

 

Com 4 meses:

– Movimentar o bebê para a frente e para trás, com delicadeza, enquanto ele estiver sentado. Isso ajuda a treinar a sustentação do tronco.

– Estimular o bebê a rolar em superfícies seguras.

– Sentá-lo no bebê-conforto e deixar vários brinquedos na sua frente para que escolha qual deles prefere e o que quer fazer com cada um.

– Brincar de esconder o rosto com uma fralda ou esconder o brinquedo para observar se ele procura.

– Dar mordedor e brinquedos que o bebê possa levar à boca.

– Conversar muito com o bebê e observar se, no meio do diálogo, ele participa sorrindo ou fazendo algum som.

 

Com 5 meses:

– Colocar o bebê sentado e cercado de almofadas, mantendo as costas dele eretas. Ficar perto dele.

– Segurar o bebê pelas axilas e colocá-lo de pé por períodos curtos.

– Deixar várias caixas e cubos coloridos para o bebê manusear.

– Ajudar o bebê a rolar usando uma toalha.

– Estimular o bebê a bater palmas.

– Conversar com o bebê e contar o que você está fazendo e pensando. Cantar para ele.

 

Com 6 meses:

– Colocar o bebê sentado com leve apoio.

– Dar um brinquedo de cada vez a ele para ver se o passa de uma mão à outra ou se o solta para pegar outro.

– Esconder o brinquedo fora do alcance do bebê e estimulá-lo a procurar ou tentar alcançar o brinquedo.

– Colocar o bebê na frente do espelho e fazer brincadeiras de aparecer e desaparecer.

– Segurar o bebê pelas axilas e brincar de pula-pula.

– Com o bebê no colo, faça várias brincadeiras e movimentos, fixando o olhar nele para que perceba seus movimentos faciais.

 

Com 7 meses:

– Fazer o bebê brincar com uma caixa de papelão grande para que ele possa entrar e sair dela.

– Quando o bebê estiver brincando, pedir para ele dar um brinquedo a alguém.

– Fazer caretas para o bebê imitar.

– Dar dois brinquedos e ensinar o bebê a bater um no outro.

– Durante a refeição, deixar que ele coma alguns alimentos diretamente com a mão.

 

Com 8 meses:

– Com o bebê deitado, ajudá-lo a movimentar-se para que se sente sozinho.

– Incentivar o bebê a se arrastar e colocar brinquedos longe dele para que tente alcançá-los.

– Dar ao bebê brinquedos que façam barulho, como tambores, chocalhos e guizos.

– Brincar de imitar sons e movimentos.

– Deixar uma caixa de brinquedos bem grande e cheia para que ele escolha o que quiser.

 

Com 9 meses:

– Deixar o bebê no chão para que se arraste e engatinhe.

– Brincar de bola com ele.

– Estimular o bebê a se levantar (com apoio) para ficar de pé.

– Dar brinquedos com furinhos para que ele os “cutuque” com o dedo indicador.

– Ajudar o bebê a colocar tampas em potinhos.

– Dar ao bebê objetos de texturas diferentes para que ele os toque (espuma, madeira, toalha, metal, borracha etc.).

 

Com 10 meses:

– Estimular e deixar o bebê engatinhar pela casa toda.

– Ensinar movimentos como tchau, sim, não e vem.

– Perguntar por pessoas e objetos para que ele aponte ou balbucie algo.

– Estender a mão e pedir algo para que ele se movimente até você e entregue.

 

Com 11 meses

– Colocar o bebê próximo a sofás, camas e mesas baixas para que ele tente se apoiar e andar em volta. Fique próximo dele.

– Dar um carrinho (grande) para que ele empurre.

– Dar potinhos ou caixinhas para empilhar.

– Nas refeições oferecer a colher para que ele tente comer.

– Colocar brinquedos na banheira na hora do banho e deixar o bebê brincar.

– Quando estiver trocando o bebê, explique os movimentos e peça para ele ajudar.

– Brincar de bola com ele.

 

Com 12 meses

– Ajudar o bebê a caminhar segurando-o pelas mãos.

– Dar um pote grande com brinquedos dentro e com tampa de rosca para ele tentar abrir.

– Dar papel, jornal e revistas para o bebê manusear.

– Dar brinquedos com cordinhas para que ele faça “movimento de pinça” para segurar a corda.

– Estimular o bebê a tirar seus próprios sapatos.

– Mostrar livros e revistas e contar histórias curtas para que ele reconheça objetos, animais e partes do corpo.

Fonte: Pediatra em Foco